16 dicas para evitar riscos de segurança

Muitas empresas enfrentam hoje um aumento no trabalho remoto, tais como já abordamos aqui. Para ajudar a evitar estas e outras questões de privacidade, considere estas 16 dicas para evitar riscos de segurança:

1. Siga as políticas da empresa

Se está a teletrabalhar a partir de casa, é importante conhecer e seguir as políticas da sua empresa.

  • Política BYOD. Muitas empresas têm uma política de Bring Your Own Device (BYOD). Se trouxer o seu próprio dispositivo, certifique-se de que está a cumprir essa apólice e o seu dispositivo está seguro.
  • Formação de pessoal. Mantenha-se atual nas regras de segurança. Promova frequentemente programas de formação de pessoal para garantir que todos os colaboradores compreendam as suas regras.
  • Segurança do Endpoint. A sua empresa deve garantir que os terminais e plataformas da videoconferência têm os seus próprios gestores contra conexões suspeitas.
  • Segurança da rede. Deve tomar as medidas necessárias para garantir que a sua rede está segura. Certifique-se de que consegue lidar com todos os dispositivos e comunicações dos seus trabalhadores.

2. Garanta a segurança da sua rede doméstica

É essencial ter uma rede doméstica segura. Aqui estão algumas das medidas que pode tomar para ajudar a garantir a segurança da rede.

  • Configure firewalls para manter fora os hóspedes indesejados.
  • Certifique-se de que o seu router está seguro. Uma maneira de o fazer é reajustar o nome de utilizador e a palavra-passe predefinidos. Certifique-se de que o seu router tem encriptação atualizada e segura como WPA2 ou WPA3.
  • Reveja as definições da sua rede. Certifique-se de que estão atualizados com os últimos patches de segurança. Patches corrigem falhas de segurança que podem deixar a sua rede vulnerável.

3. Utilize Wi-Fi seguro

Certifique-se de que a sua ligação à internet sem fios está segura. Usar Wi-Fi público ou qualquer ligação à internet que não seja segura pode deixá-lo vulnerável a escutas e hackers.

4. Garantir uma encriptação forte

Certifique-se de que o seu software de vídeo está a usar encriptação forte. O que cria uma criptografia forte? Algoritmos bem confiáveis (por exemplo, AES) e geralmente chaves mais compridas para encriptação mais forte (por exemplo, 256 é mais forte que 128, 4096 é mais forte que 2048, e assim por diante).

5. Verifique as suas definições

Para evitar vulnerabilidades, verifique as definições de segurança e privacidade na ferramenta. Por exemplo, uma série de chamadas pode ser capaz de desativar as capacidades de partilha de ecrã sintetizantes na sua configuração pré-reunião ou nos controlos administrativos.

Também pode tomar medidas administrativas com antecedência. Isto inclui desativar as pessoas de se juntarem a uma chamada antes do anfitrião, permitindo um coanfitrião, desativando transferências de ficheiros para evitar a partilha de vírus, e desativando qualquer pessoa de se juntar a uma chamada uma vez que tenha começado.

6. Praticar a consciência da webcam

Os cibercriminosos podem usar spyware — software malicioso que lhes permite espiar-te com a tua webcam. O que é que se pode fazer? Esteja sempre atento à sua webcam e ao que pode estar a expor.

Por exemplo, pode mudar o seu fundo de vídeo para que outros membros de uma chamada de vídeo não possam ver em sua casa.

Além disso, lembre-se de desligar a sua webcam quando a sua chamada terminar. Durante as reuniões, se não precisar da sua câmara ou se já terminou de partilhar a sua parte de uma apresentação, desligue a câmara para estar segura.

7. Definir permissões conservadoras para controlar o acesso

Definir permissões é importante para que possa manter o controlo sobre quem está na chamada. Se está a preparar uma chamada de vídeo com familiares, isto pode ser tão simples como exigir que todos tenham uma senha.

Ou, em vez de usar uma palavra-passe partilhada — o que poderia ser fácil para um terceiro indesejado aceder — considerar ter uma lista de participantes (para que saiba quem está na chamada) e exigir que cada um se autentique para que junte à chamada. As empresas podem criar diferentes níveis de acesso para diferentes colaboradores e equipas.

8. Evite reuniões abertas

Se quiser manter a sua privacidade, nunca utilize um espaço de reunião virtual aberto. Torna-se demasiado fácil para os cibercriminosos juntarem-se.

9. Utilize uma VPN

A criação de uma VPN (Virtual Private Network) confiável irá encriptar as suas atividades online e ajudar a garantir que os dados que envia e recebe através da sua ligação Wi-Fi são seguros.

Como ferramenta de privacidade, uma VPN disfarça o seu endereço IP, localização e histórico de pesquisa para evitar coisas como o rastreio de localização.

10. Tenha cuidado com o que partilha

Esteja sempre atento ao que está a partilhar. Certifique-se de que não está a partilhar documentos sensíveis por engano durante uma chamada de vídeo.

11. Comunicar as expectativas do grupo

A videoconferência pode ser uma plataforma eficaz para a comunicação em grupo, mas é importante definir expectativas de privacidade com todos do seu grupo.

É uma boa ideia garantir que a sua equipa ou amigos concordam com a privacidade das suas comunicações e tomaram medidas para garantir que as suas comunicações estão seguras em ambos os lados.

12. Empenhar-se numa gestão eficaz da palavra-passe

Reinicie sempre as suas credenciais de login predefinidas e defina palavras-passe fortes para o seu router e quaisquer dispositivos que utilize para chamadas de videoconferência.

Por exemplo, se estiver a usar o seu smartphone para uma chamada de vídeo para trabalhar, certifique-se de que também definiu uma senha forte para o seu telemóvel — e mantenha essa palavra-passe privada.

Além disso, bloqueie os seus dispositivos quando não estiverem a ser utilizados.

A sua palavra-passe deve ser uma combinação complexa e única de pelo menos 12 letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. Lembre-se de atualizar regularmente as suas palavras-passe e nunca utilize a mesma palavra-passe para contas diferentes.

Um gestor de password  pode ajudá-lo a definir senhas fortes. Os gestores de passwords são aplicações de software que criam e armazenam senhas fortes com um alto nível de encriptação. Isto torna as suas palavras-passe difíceis de hackear. Além disso, só tem de te lembrar de uma senha principal.

13. Utilize a autenticação de dois fatores ou multifactor

Senhas fortes dão uma camada de proteção. Pode adicionar outra camada configurando a autenticação de dois fatores ou a autenticação de vários fatores. A autenticação de dois fatores requer um código adicional para iniciar sessão numa conta. Muitas vezes, o código é entregue no seu smartphone.

14. Atualizar programas regularmente

Mantenha o seu sistema operativo e aplicações atualizados, incluindo a sua aplicação de videoconferência ou plataforma. Isto ajudará a garantir que eles têm os mais recentes patches para proteger contra malware e outras ameaças.

É uma boa ideia ajustar a definição do seu dispositivo para atualizar automaticamente as aplicações quando novas versões estiverem disponíveis.

15. Cuidado com phishing e outros esquemas online

Nunca clique em links ou anexos desconhecidos em e-mails não solicitados — mesmo que pareçam legítimos. Os e-mails de phishing incluem frequentemente links ou downloads criados para aceder a informações pessoais sensíveis ou instalar malware no seu dispositivo.

Um link web num e-mail pode parecer legítimo, ou parecer que é de alguém que conhece, mas tenha cuidado. É inteligente ir sempre diretamente para o site seguro, que terá "HTTPS://" e um cadeado na barra de endereços.

Se tiver malware em qualquer dispositivo  que esteja a usar para videoconferência, poderá tornar-se vulnerável a ameaças de segurança e privacidade.

16. Instale software de segurança

É importante instalar e executar um software de segurança forte em todos os seus dispositivos. Pode ajudar a dar-lhe proteção e paz de espírito ao conectar-se online com o mundo exterior.

 

Resumindo: A videoconferência pode ajudar a aproximar as pessoas quando as reuniões presenciais não são possíveis. Mas é inteligente tomar medidas para ajudar a garantir que os seus dispositivos e dados estão protegidos.

 

Para saber mais sobre estas soluções e como as implementar na sua empresa, não hesite em nos contactar através dos meios habituais:

Telefone: 256 753 035
Email para pedidos de suporte: suporte@biglevel.pt
Email para assuntos comerciais: comercial@biglevel.pt

A Biglevel está consigo!

Contactos

Localização

Rua Bispo Dom Florentino
Andrade e Silva, nº116/118
4520 – 145 Santa Maria da Feira

Telefone

(+351) 256 753 035

Fax

(+351) 256 023 740

Skype

biglevel-suporte

Messenger

suporte@biglevel.pt

Horário de Atendimento

09h00 – 12h30 / 14h00 – 18h30
(Segunda a Sexta)

Comercial

comercial@biglevel.pt

Suporte Técnico

suporte@biglevel.pt

Recursos Humanos

rh@biglevel.pt

Entre em contacto connosco!

Nome*

Email*

Assunto*

Mensagem

Anexo